No final do ano, ocorrem despedidas, do ano que se finda, dando início ano novo que se inicia, no dia 1 de janeiro. Neste ano especifico, ocorrerão mudanças políticas, desde, a troca da presidência da República, até a posse, dos eleitos no último pleito, para os mais diferentes cargos. Neste contexto, existem alguns casos específicos, em que, pessoas que ocupavam cargos no Legislativo Municipal, galgaram um cargo no Legislativo Estadual, e conseguiram seu intento.

 

Os que conseguiram, foi através de muita luta e dedicação, principalmente, por não fugirem da sua origem; se mantendo sempre, alinhados e coesos com os bairros  que os projetaram em um futuro recente, e  mantiveram seu apoio. Entre esses emergentes, um se destaca, o ex-vereador Elizeu Nascimento (DC), eleito em 2016, para o Legislativo Municipal com 4.012 votos.  Candidatou-se, a deputado Estadual em 2018, se elegeu, com 21.347 votos, esta votação expressiva é prova inequívoca da aceitação da população cuiabana e mato-grossense a seu nome, principalmente, pelo mesmo não ter abandonado a sua origem, mais do que isso, apresentando projetos exequíveis, e que vão de encontro aos anseios e necessidades da população, principalmente às mais humildades.

 

Elizeu Nascimento, em sua despedida do parlamento cuiabano, fazendo uso na tribuna da Câmara Municipal de Cuiabá, rasgou elogios merecidos aos seus apoiadores e colaboradores, em especial aos seus colegas de farda, que de forma hercúlea envidaram esforços no sentido de elegê-lo.

 

Na eloquência de sua fala, o mesmo, proferiu profundos agradecimentos aos seus familiares, bem como aos seus pares os vereadores, e enalteceu sua performance, ao  obter votos em 140 municípios de Mato Grosso dos 141 existentes, feito  memorável.

 

Com a vacância do cargo de vereador, na Câmara Municipal de Cuiabá, com a saída do vereador Elizeu Nascimento (DC), assumirá no ano que vem a titularidade, o seu suplente Clebinho Borges (DC), que obteve para vereador em 2016, 1.559 votos, uma votação  expressiva.

 

Clebinho, carinhosamente chamado por nós de potência, neste caso específico, “potência”, tem como  denominação pessoa aguerrida, batalhadora de origem humilde,  de caráter ilibado. Trata-se, de uma pessoa que em sua modesta campanha, conseguiu agregar, uma legião de amigos, apoiadores e colaboradores, principalmente por seu  bairro por adoção, Jardim Santa Isabel; pois o mesmo é natural de Nova Brasilândia. Trocando em miúdos, a cadeira do Legislativo Municipal de Cuiabá em 2019, será ocupada, por alguém com a mesma estirpe do titular.

 

*LICIO ANTONIO MALHEIROS é geógrafo.

Deixe uma resposta