Redação 

Visando uma reflexão diferenciada ao dia 08 de março, Dia Internacional da Mulher, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá preparou um evento especial para prestigiar e melhor atender as vítimas que compareceram. A ação tinha o objetivo de trazer acolhimento e conforto às mulheres que de alguma forma foram agredidas.

A delegada titular da unidade especializada, Jozirlethe Aparecida Magalhães Criveletto, explicou que a data é importante porque traz reflexões acerca do empoderamento e da força da mulher, que cada vez mais tem buscado seus direitos e dos filhos. Este ano, o evento foi aberto para todas as vítimas que procuraram a unidade e não apenas o interno.

“Quem passou pela delegacia pode prestigiar apresentações culturais, sendo uma de violino e outra de teclado, também participou do lanche, da entrega de rosas ao final de cada atendimento e ainda pode ver um vídeo orientativo sobre a violência doméstica na recepção, tudo isso buscando fazer cada uma das mulheres se sentir em casa”.

Jozirlethe explica que o público compreende mulheres agregidas, fragilizadas e que precisam de apoio nesse momento. “A maioria delas ao invés de receber flores, nesta data, está sendo agredida, ameaçada, então, é nosso dever como representante do Estado oferecer acolhida”.

Uma vítima, de 59 anos, que preferiu não se identificar, contou que registrou o boletim de ocorrência contra o ex-companheiro, nesta quinta-feira (07), na 1ª Delegacia de Polícia e depois foi encaminhada a Delegacia da Mulher, onde foi surpreendida com o atendimento. “Apesar de não estar vivendo um momento bom eu fiquei emocioanda quando ouvi a música e senti esse carinho, me trouxe mais confiança e paz”.

Além dos vídeos orientativos disponibilizados na delegacia, a DEDM conta com o projeto da Delegacia Móvel que leva orientações em bairros, escolas, comunidades ou a grupos de mulheres que precisam de apoio.

“Não precisa ser um pedido formalizado, basta informar a comunidade, escola, bairro, grupo de mulheres está precisando de orientação que a Delegacia da Mulher vai até o local. Nós nos colocamos a disposição para irmos até essas mulheres, levando informação, conhecimento, para que elas possam ter coragem para mudar de vida, e quebrar esse ciclo de violência que por ventura elas possam viver”, pontuou Jozirlethe.

Serviço

Para receber a visita da Delegacia Móvel da Mulher, basta entrar em contato a partir do telefone: (65) 3901-5544 ou enviando e-mail [email protected]

 

Deixe uma resposta