A pastora Flordelis dos Santos de Souza apareceu usando uma pulseira de ouro de seu marido, o pastor Anderson de Souza do Carmo, que disse, durante coletiva de imprensa no mês passado, ter desaparecido de sua casa. A também deputada federal estava com o acessório durante um culto realizado no último dia 4, na sede do Ministério Flordelis, no Mutondo, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, que foi acompanhado pelo EXTRA.

A pastora falou sobre o sumiço da pulseira durante uma coletiva de imprensa realizada no dia 25 do mês passado, nove dias após a morte do pastor. Na ocasião, ela foi questionada sobre o desaparecimento do celular do marido, assassinado na residência da família, em Pendotiba, Niterói. O telefone até hoje não apareceu.

— Eu queria muito que me devolvessem o celular. As outras coisas que se perderam dentro de casa não faço questão porque muitas outras coisas foram subtraídas, foram sumidas, né. Meu filho tinha tirado do braço dele a pulseira de ouro. Era a única que ele tinha, que usava muito. Tinha colocado na cabeceira do nosso quarto. Essa pulseira também desapareceu. Alguns objetos sumiram do nosso quarto, da nossa casa — disse Flordelis durante a coletiva.

A assessoria de imprensa de Flordelis, procurada pelo EXTRA, informou que a pulseira foi encontrada em uma arrumação feita na casa após o crime. O celular do pastor, no entanto, não foi localizado. “Na rearrumação interna da casa, depois da enorme desordem em que ela ficou, a pulseira foi encontrada e, desde então, como memória e homenagem ao marido, a deputada passou a usá-la com a aliança que foi do marido. Não a tirou mais do braço”, informou a assessoria.

Dois filhos de Flordelis, um biológico e outro adotado, estão presos temporariamente sob suspeita de terem participado da morte do pastor Anderson. O caso ainda está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo.

Deixe uma resposta