Redação 

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, e os demais oito chefes de Executivos estaduais, que compõem a Amazônia Legal, assinaram nesta sexta-feira (29.03) a Carta de Macapá, que tem como foco o desenvolvimento da produção agrícola aliado à conservação ambiental da região.

Os nove governadores participam do 17º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, em Macapá, no Estado do Amapá. Na carta, os chefes das administrações públicas do Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins instalaram o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal.

“A partir dele [Consórcio] iremos discutir muitos pontos e sinergias que são comuns a todos os Estados. Nós temos muitas demandas nas áreas de infraestrutura e do setor produtivo, mas, a principal pauta será a questão ambiental com um modelo de desenvolvimento que nos permita crescer e agregar valor, e que o mundo possa pagar a essas regiões pela preservação e pelo serviço ambiental tão importante que é prestado ao mundo”, explicou Mauro Mendes.

Com a criação do consórcio, os chefes de Estado passam a atuar em bloco nas negociações para captação de recursos e financiamentos de sua carteira de projetos sustentáveis, junto a organismos financeiros nacionais e internacionais, buscando o equilíbrio financeiro e o desenvolvimento econômico de forma sustentável.

“Essas discussões serão tocadas, de agora em diante, pelo Consórcio criando sinergia na área de compras de materiais e equipamentos, para melhorar a prestação de serviço público em toda a Amazônia”, destacou o governador de Mato Grosso.

 

Deixe uma resposta