O baterista da banda RPMPaulo Antônio Pagni, 61 anos, conhecido como P.A., morreu na manhã deste sábado, 22, às 8h40, no Hospital São Camilo, na cidade de Salto (SP), a cerca de 110 quilômetros de São Paulo. A causa da morte foi insuficiência respiratória e bronco pneumonia, de acordo com a assessoria de imprensa do hospital. O músico havia dado entrada na unidade em 14 de maio e ido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) dois dias depois, e permaneceu lá desde então. O músico lutava contra uma fibrose pulmonar.

A banda RPM lamentou a morte em sua página do Facebook. “Nosso querido amigo P.A resolveu definitivamente descansar de sua brava luta pela vida. Partiu hoje em decorrência do agravamento das suas condições respiratórias devido à forte pneumonia que o atingiu. Fomos pegos de surpresa e tomados pela tristeza quando soubemos de sua partida à pouco”, informou a banda.

A banda comunicou ainda que faria um show nesta noite em Garopaba (SC). “Temos o compromisso doloroso, porém imprescindível, de fazer o show dessa noite. Por vários motivos e pela honra de nosso irmão, sempre apaixonado pelo seu trabalho e extremamente profissional”, de acordo com a nota, assinada por Fernando Deluqui, Luiz Schiavon e Dioy Pallone. De acordo com a banda, o músico será sepultado em Araçariguama (SP).

A morte de Paulo havia sido noticiada erradamente no dia 2 deste mês, por uma publicação da página oficial do RPM no Facebook e depois desmentida.

Deixe uma resposta