A jornalista Rachel Sheherazade, âncora do telejornal SBT Brasil, afirmou neste sábado (22.jun.2019) que processará o dono da rede de lojas Havan, Luciano Hang, por pedir que o SBT a demita.

O empresário é patrocinador da emissora e apoiador do presidente Jair Bolsonaro desde a campanha eleitoral. Afirmou em seu perfil no Twitter que o jornalismo “da grande mídia”estaria “todo contaminado com ideologias comunistas” e ao compartilhar uma notícia sobre demissões da emissora recomendou o desligamento de Sheherazade: “Ainda falta mais gente para você demetir. Raquel é uma delas”.

Na tréplica, Hang afirma que “não pediu a cabeça” da apresentadora, mas teria “apenas sugerido” a demissão. Ele recomenda ainda que a apresentadora vá trabalhar em uma televisão estatal cubana.

Deixe uma resposta