Da Redação

Após dobrar o número de Escolas Técnicas Estaduais (ETEs), o governador Pedro Taques, candidato à reeleição pelo PSDB, promete criar um grande programa estadual de qualificação profissional. O compromisso foi firmado em seu Plano de Governo que também prevê a ampliação dos investimentos na Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat).

Em 2015, primeiro ano da gestão Pedro Taques, Mato Grosso contava com oito escolas técnicas. Até o final deste ano, o número chegará a 17 escolas em funcionamento.

“Com essas novas unidades nós conseguiremos criar um grande programa de qualificação profissional em Mato Grosso para evitar o desemprego como já ocorre em algumas cidades do estado. Precisamos de mão de obra qualificada e as escolas técnicas e o Sistema S vão nos ajudar com isso. Não temos dúvida de que as pessoas, os nossos jovens, podem realizar os seus sonhos através do emprego”, afirmou.

Hoje, nove escolas técnicas estão em funcionamento em Mato Grosso: Alta Floresta, Sinop, Rondonópolis, Barra do Garças, Diamantino, Tangará da Serra, Lucas do Rio Verde, Poxoréo e Cuiabá (temporariamente na Escola Pública de Saúde). Cáceres, Cuiabá e Matupá são as sedes em que a construção das unidades técnicas estão mais avançadas. Também estão em construção as ETEs de  Água Boa, Primavera do Leste, Campo Verde, Sorriso e Juara.

Em Chapada dos Guimarães, Taques firmou um compromisso com o Prefeitura municipal e igrejas e, com isso, conseguiu reabrir a escola Buriti, que oferece o ensino técnico aos chapadenses.

O planejamento para um segundo mandato inclui a criação das Faculdades Técnicas, por meio do trabalho conjunto entre as ETEs e Unemat.

“Nossa proposta é preservar e ampliar este trabalho de fomento à qualificação profissional. Tudo de graça. Nossa missão será sempre ampliar o número de cursos gratuitos, priorizando a nossa vocação para o agronegócio”, finalizou.

Deixe uma resposta