Globo Esporte.com 

Uma notícia pegou o mundo do MMA de surpresa na noite deste domingo. Em participação no programa SportsCenter, da ESPN americana, o presidente do UFC, Dana White, informou que o UFC 232, marcado para o próximo sábado, dia 29, sairá de Las Vegas para Los Angeles. O motivo é a licença de Jon Jones para lutar, que não foi dada pelo estado de Nevada e será concedida pela Comissão Atlética da Califórnia. Além de Jon Jones, todos os outros 25 lutadores escalados para o card do UFC 232 lutarão em Los Angeles agora, no The Forum, em Inglewood.

Segundo o relato de Dana White, a questão em Nevada surgiu no início desta semana, quando a Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) relatou um resultado atípico de um teste antidoping apresentado por Jon Jones em 9 de dezembro. Ele mostrou a presença do mesmo metabólito “turinabol” para o qual o lutador testou positivo em julho de 2017, antes da luta pelo título contra Daniel Cormier em Los Angeles, e que o deixou suspenso por 15 meses

Jeff Novitzky, vice-presidente de saúde e desempenho de atletas do UFC, disse que a USADA não vê a detecção como um “teste positivo”, mas que o processo para liberá-lo para lutar não o permitiria estar no card do próximo sábado em Nevada. Novitzky ainda descreveu a quantidade da substância encontra em níveis de “picogramas”.

– Um picograma é um trilionésimo de um grama. Se você colocar um grão de sal na mesa e dividi-lo em 50 milhões de peças, um picograma é uma daquelas peças dessa grama de sal. Portanto, uma quantidade muito pequena.

Em entrevista a alguns veículos de imprensa neste domingo depois da notícia, Dana White disse acreditar que Jon Jones está limpo hoje.

– Não ouvi nada negativo sobre Jon Jones quanto a esta luta. Ele estava disposto a pular em um avião ontem e fazer um teste antidoping imediatamente. Ele está disposto a fazer qualquer coisa. Então, acredito que Jon Jones está limpo. Ele está em forma para lutar e acredito que está fazendo a coisa certa.

Deixe uma resposta