A Polícia Federal cumpre nesta quarta-feira quatro mandados de busca e apreensão em Cuiabá. Os alvos são dois advogados ligados ao deputado estadual Gilmar Fabris e também ao ex-secretário de Fazenda, Éder de Moraes Dias.

Foram alvos da PF os advogados Ricardo Spinelli, que atua na defesa do ex-secretário, Éder de Moraes Dias; e Ocimar Carneiro de Campos, concunhado do deputado estadual afastado e que está preso Gilmar Fabris (PSD). Os dois juristas tiveram quatro mandados de busca e apreensão.

Os mandados foram determinados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luix Fux, dentro da “Operação Ararath”.

A suspeita é de que os juristas tenham combinado delações premiadas e depoimentos de investigados dentro da “Operação Ararath”.

Deixe uma resposta