Arthur Santos da Silva

O desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), deu 15 dias para que o deputado estadual José Joaquim de Souza Filho, o Baiano Filho (MDB), responda a uma ação penal contra ele movida pelo Ministério Público (MPMT) pelo crime de peculato.

No processo, também foram denunciadas mais 29 pessoas.O prazo foi decidido por Carlos Alberto no dia 22 de março.

O Ministério Público, por meio do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), denunciou Baiano Filho por fatos ocorridos na época em que o parlamentar exercia o cargo de secretário de Estado de Esporte e Lazer.

Deixe uma resposta