Da Redação

O diretório nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) negou atender o recurso impetrado pela professora da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Edna Sampaio, que tentou de todas as formas impedir a aliança entre seu partido e o candidato ao governo Wellington Fagundes (PR), para lançar candidatura majoritária própria. A decisão foi tomada na noite de domingo (5).

Paralelamente ao pedido contra a coligação, Edna Sampaio também impetrou recurso para que a executiva nacional analisasse seu pedido de revogação da decisão do diretório estadual, que aprovou apenas a candidatura da professora Rosa Neide Sandes (PT) para o cargo de deputada federal. Foram realizadas três votações em que o resultado empatou e, somente na quarta rodada da votação, é que por 10 a 9, o partido autorizou que o diretório estadual inclua o nome de Edna na lista de candidatos à Câmara federal.

Deixe uma resposta