Da Redação/Extra MT

O controle interno e externo assim como o aprimoramento da gestão pública foram temas ministrados pelo conselheiro substituto do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE/MT) Luiz Henrique Lima aos 26 novos procuradores do Estado. O encontro foi realizado no plenário da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB/MT).

A corregedora-geral da Procuradoria-Geral do Estado (PGE/MT) Gláucia Amaral ressalta a importância da formação continuada aos novos procuradores como uma forma de aprimoramento na atividade pública.

“É bastante positivo e importante que os colegas procuradores tenham a oportunidade de conversar com pessoas que efetivamente trabalham entre outras funções de controle aqui em Mato Grosso. Muitos procuradores são de outros Estados, então essa importância se estende ao conhecimento das rotinas, jurisprudência e aos casos importantes”, avalia Glaucia.

A procuradora-geral adjunta da PGE/MT Gabriela Novis Neves Pereira Lima ressalta a importância da formação continuada. “Esta manhã enriqueceu ainda mais este quadro valoroso da PGE. Os procuradores são muito preparados, mas contar com um palestrante do nível do conselheiro Luiz Henrique Lima foi uma experiência única para enfrentar as lides diárias”.

O recém-empossado procurador André Xavier Ferreira Pinto relata que a experiência foi edificante. “Foi uma oportunidade bastante construtiva, já que o Conselheiro nos deu um panorama constitucional e prático de como funciona o TCE em Mato Grosso”.

O conselheiro Luiz Henrique Lima ponderou que a oportunidade de falar aos novos procuradores é importante, já que as faculdades de Direito e de outros cursos que são úteis ao serviço público, como administração, economia e contabilidade, pouco abordam o papel do TCE.

“O controle externo da gestão pública é uma forma de garantir que as políticas públicas sejam garantidas ao cidadão”, ressaltou o conselheiro.

Fonte: Assessoria Apromat

Deixe uma resposta