Lucas Bólico

Dez desembargadores do Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso votaram pela punição com aposentadoria compulsória contra o juiz Flavio Miraglia Fernandes, alvo de julgamento administrativo disciplinar pela acusação de venda de sentença. O caso ainda não foi encerrado e deve ser retomado na próxima sessão.

O julgamento foi retomado na manhã desta quinta-feira (10), pelo Pleno do TJ, em sessão que se extendeu pela tarde. Votaram para aposentar Miraglia os desembargadores Serly Marcondes Alves, Rubens de Oliveira Santos Filho, Márcio Vidal, Maria Helena Gargaglione Póvoas, Clarice Claudino da Silva, Maria Erotides Kneip Baranjak, Luiz Carlos da Colta, Nilza Maria Pôssas de Carvalho, Antônia Siqueira Rodrigues Gonçalves e Helena Maria Bezerra Ramos.

Os desembargadores que se manifestaram pela improcedência do processo administrativo disciplinar contra o juiz foram Sebastião Barbosa Farias, Gilberto Giraldelli, Juvenal Pereira da Silva, Dirceu dos Santos, João Ferreira Filho e Cleuci Terezinha Chagas P. da Silva.

Deixe uma resposta