Redação Extra MT 

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) determinou o   arquivamento de um inquérito  envolvendo o deputado estadual Wilson Santos e o ex-suplente Jajah Neves, ambos do PSDB. O inquérito investigava a suspeita de devolução da verba indenizatória. A determinação de arquivamento é do dia 1º de agosto, de ordem do desembargador Gilberto Giraldelli.

O magistrado acompanhou parecer do Ministério Público (MPE), órgão que não identificou indícios mínimos de crime. A Verba Indenizatória dos deputados é estabelecida em R$ 65 mil, valor rotineiramente contestado pela opinião publica.

Jajah Neves ocupou a vaga de deputado de Wilson Santos quando do licenciamento do cargo para ocupar a Secretaria de Estado de Cidades durante gestão do ex-governador Pedro Taques (PSDB).

“Transcorrido mais de um ano desde o início da investigação e findas as diligências empreendidas, inclusive com quebra de sigilo bancário judicialmente autorizado, o Gaeco concluiu no minudente relatório pela ausência de vestígios materiais da ocorrência de crime”, diz trecho da decisão.

Deixe uma resposta