Redação Extra MT

Paulo César da Silva, o “Petróleo”, apontado com líder do Comando Vermelho,  revelou que tinha 14 horas para retirar os 86 celulares da Penitenciária Central do Estado (PCE). Prazo, segundo Paulo, foi dado pelo ex-subdiretor da PCE Reginaldo Alves dos Santos. As revelações foram feitas  em depoimento à Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), dia 24 de junho.

De acordo com Petróleo, o ex-subdiretor explicou que o freezer seria entregue logo após a tranca e que mandaria buscá-lo logo pela manhã. Com isso, o preso teria das 18h do dia 6 de junho até às 8h da manhã do dia 7 para abrir a geladeira e fechá-la. Petróleo frisou ainda,  que jamais negociou diretamente com os policiais Ricardo, Denizel e Cleber e nem com os diretores da unidade. Garantiu também que não sabe informar quanto cada um receberia ou recebeu com o esquema.

 

 

Deixe uma resposta