Redação Extra MT

Adriano Carlos da Silva, conhecido como “Fusca” e apontado com um dos lideres do Comando Vermelho  no estado de Mato de Grosso, foi condenado a 8 anos e 10 meses de prisão, acusado de promoção e financiamento  de organização criminosa e associação para o tráfico de entorpecentes. A decisão é do juiz Jorge Luiz Tadeu, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

“Fusca” está preso desde novembro do ano passado, quando foi deflagrada a Operação Domínio, da Polícia Civil. A condenação, por sua vez, tem como base um inquérito policial da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) de setembro de 2017, quando foi realizada uma busca e apreensão na casa do traficante e, na ocasião, ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma.

 

Deixe uma resposta