R7

Na tarde deste domingo (22), o médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como Dr. Bumbum foi transferido para o presídio de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro.

Sua mãe, Maria de Fátima Barros, também está no mesmo complexo. A namorada de Denis, Renata Fernandes Cirne também foi transferida, mas ainda não se sabe para qual instituição prisional. As informações foram confirmadas pela SEAP (secretaria de Administração Penitenciária) do Rio de Janeiro.

A SEAP, no entanto, não confirmou os nomes das unidades prisionais “por questões de segurança”.

Os três presos são acusados da morte da bancária Lilian Calixto, após um procedimento estético.

Lilian, de 46 anos, morreu no último domingo (15). O médico iria fazer um procedimento para aumentar seu glúteo utilizando PMMA, polimetilmetacrilato, uma substância sintética. A bancária saiu de Cuiabá (MS) para o Rio de janeiro, para fazer o aumento tão desejado.

Ela pagou R$ 20 mil pelo procedimento e passou mal logo depois da intervenção.

Foram Denis e sua mãe quem a levaram para o hospital, mas fugiram na sequência, quando perceberam o estado de Lilian.

Denis e sua mãe foram presos na última quinta-feira (19). Os dois eram considerados foragidos da Justiça.

A polícia civil do Rio de janeiro aindaprocura por Rosilane Pereira da Silva, uma técnica de enfermagem que também trabalhava como empregada para Denis.

A semana que termina neste sábado (21) foi marcada pela prisão do “Dr. Bumbum” após a morte de uma paciente que realizou um procedimento estético dentro da casa dele e do acidente em um parque aquático que tirou a vida de um radialista no Ceará. No ambiente político, os destaques ficaram por conta da condenação da mulher do ex-deputado Eduardo Cunha e da revelação das regalias aos presos políticos na Papuda.

Deixe uma resposta