Da Redação

O ministro do STJ, Ribeiro Dantas, negou na noite de ontem (03), o pedido de liminar em habeas corpus, impetrado pelo ex-secretário de Justiça e Direitos Humanos de Mato Grosso, Airton Benedito de Siqueira Júnior.

O militar encontra-se detido na Academia de Polícia do Bairro Costa Verde, em Várzea Grande, há sete dias em decorrência da “Operação Esdras”.

O ex-secretário é acusado em tese, de fazer parte do esquema de escutas ilegais.

Após negar a liberdade ao ex-secretário, o Ministro encaminhou os autos à Procuradoria Geral da República, e posteriormente, será realizado o julgamento de mérito do HC.

Siqueira é uma das 10 pessoas presas em decorrência de participação no esquema que ficou conhecido como “grampolândia pantaneira”. Inicialmente, os habeas corpus no STJ estavam sendo analisados pelo ministro Reynaldo Soares, que declinou e repassou os processos para Ribeiro Dantas.

No último dia 27, Siqueira foi preso juntamente com outras sete pessoas por decisão do desembargador Orlando Perri. O coronel da Polícia Militar é apontado como peça chave no esquema e vinha sendo protegido pela organização criminosa para blindá-lo na condição de secretário.

Deixe uma resposta