Da Redação Extra MT

O Tribunal Regional Eleitoral cassou, na noite desta terça-feira (31), o mandato do senador José Medeiros (Podemos). O julgamento foi decidido por unanimidade, sendo 7 votos a 0.

Medeiros, que era primeiro suplente, está no cargo desde janeiro de 2015, quando o então senador Pedro Taques renunciou ao mandato para assumir o Governo de Mato Grosso.

O TRE decidiu ainda, por 5 votos a 2, que Paulo Fiúza, segundo suplente, deverá assumir o posto de Senador.

O julgamento é resultado de uma ação que contestava a diplomação em razão de uma suposta fraude na ata da convenção que definiu os candidatos da chapa ao Senado em 2010. A chapa tinha Taques como postulante, e Medeiros e Fiúza como primeiro e segundo suplentes, respectivamente.

Deixe uma resposta