Redação Extra MT

Um vídeo que circula nas rede sociais, mostra o momento em que uma força-tarefa entra na Penitenciária Central do Estado, na madrugada de segunda-feira (12). A entrada da força policial é em ação a Operação Agente Elsson Douglas, deflagrada na segunda, com o objetivo de combater o crime organizado no presídio. Toda ação transcorre em sigilo.

Caldas diz que, entre advogados, a informação se espalhou somente ontem de manhã. “Ficamos atordoados”. A categoria profissional, segundo ele, pediu uma resposta institucional da Ordem e “ninguém sabia exatamente o que estava acontecendo.”

No final do dia, a instituição conseguiu uma reunião, da qual participaram também o secretário-geral da OAB-MT, Flávio Ferreira, e o juiz da Vara de Execuções Penais, Geraldo Fidelis.

“Ele (Flores) mesmo disse que também foi pego de surpresa. Que nem ele sabia da operação, pois também não teve informações antecipadas. Não foi avisado e quando soube, ele mesmo se dirigiu até a unidade para descobrir o que tinha acontecido”, contou Caldas.

Segundo ele, as razões da operação ainda não estão totalmente esclarecidas. “Não sabemos a verdadeira motivação e pedimos uma nota clara da Sesp”.

Sobre as visitas, ainda não há definição. “Inicialmente está suspensa por uma semana e há um conflito entre o que diz a Sindispen (Sindicato dos Agentes Prisionais) e o Governo”.

 

Deixe uma resposta