Redação 

Trinta e seis pessoas foram presas durante a “Operação Manaki Avem” no município de Tangará da Serra (a 242 km a Médio Norte de Cuiabá). Do total de prisões, 29 foram em flagrante delito. A ação repressiva e preventiva foi deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e aconteceu também nas cidades de Brasnorte, Sapezal, Campo Novo do Parecis, Nova Olímpia, Denise, Barra do Bugres e Porto Estrela.

Foram presos suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas, homicídios, roubos e receptação. A operação, que começou no dia 1º de agosto e seguiu até o dia 04 do mesmo mês, empregou mais de 460 profissionais da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Politec.

Nos quatro dias de operação, as forças de segurança cumpriram 18 mandados de busca e apreensões, sete mandados de prisões, internação cautelar e prisão temporária. Ao todo, 2.414 pessoas e 1.118 veículos foram abordados, 48 estabelecimentos comerciais foram fiscalizados pelo Corpo de Bombeiros Militar e quatro armas foram apreendidas.

“Temos deflagrado operações não só nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, mas também em outras Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps), que abrange as 141 cidades do Estado. Nosso foco tem sido trabalhar em frentes ostensivas e repressivas para impedir o avanço da criminalidade”, ressalta o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM, Victor Fortes.

A operação foi batizada de Manaki Avem, que em tupi significa “pássaro tangará”.

Deixe uma resposta