Da Redação

Um jovem integrante que lidera uma quadrilha que pratica reiterados roubos majorados de veículos e a residência foi preso pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), da Polícia Judiciária Civil, na tarde de terça-feira (07.11). A ação resultou na apreensão de uma adolescente e uma porção de maconha.

Abraão Lincoln Santana Araujo, 20, foi reconhecido por quatro vítimas de vários roubos praticados por ele. O jovem foi autuado em flagrante por associação criminosa e responderá também por uso de droga.

A namorada de Abraão, L.R.S.S. de 17 anos, foi conduzida e autuada em ato infracional análogo ao crime de uso de documento falso.

A prisão do criminoso ocorreu no bairro Bela Vista, em Cuiabá. Os policiais identificaram o suspeito, apontado em investigações como líder de uma quadrilha responsável por cometer assaltos à mão armada, com subtração de veículos.

Ao perceber a presença dos investigadores de polícia, Abraão tentou empreender fuga correndo para os fundos de uma residência. No entanto, foi contido no cerco policial.

Durante conversa com populares do bairro Bela Vista, os investigadores descobriram que os moradores temem pelo grupo criminoso e nenhum deles tinha coragem de denunciar por medo.

Na Especializada, o suspeito foi ouvido e, inicialmente, negou a participação dos roubos. Porém, as vítimas que já haviam feito o reconhecido fotográfico, comparecem na Delegacia e com convicção procederam com o reconhecimento pessoal.

No interrogatório, o suspeito assumiu duas tentativas de homicídio, enquanto menor de idade. O relógio e o aparelho celular que ele usava foram reconhecidos por uma das vítimas, como objetos de roubo.

Durante buscas na quitinete do preso, os policiais encontraram a menor e namorada de Abraão. Ela apresentou um documento de identidade como sendo maior de idade e com indícios de falsidade. Na casa também foram encontrados uma porção de maconha e apetrechos para o uso de entorpecente.

Diante dos fatos, L.R.S.S. de 17 anos foi levada para DERRFVA, ouvida e apreendida por uso de documento falso.

As investigações continuam com objetivo de identificar e prender os outros integrantes do grupo, que agiam junto com Abraão.

Deixe uma resposta