Mídia News 

Mais de dois mil presos e agentes penitenciários de unidades prisionais de Mato Grosso ficaram sem café da manhã nesta quarta-feira (28) em Mato Grosso.

Segundo apurou a reportagem, cerca de dez empresas fornecem alimentação aos mais de 10 mil presos e servidores do Sistema Penitenciário do Estado.

Não há informação de quantas estão com os pagamentos atrasados, nem de quantas interromperam o fornecimento do café da manhã.

Na maior presídio de Mato Grosso, a Penitenciária Geral do Estado (PCE) – que abriga mais de 1,5 mil pessoas – os reeducandos já ameaçam realizar um motim por não terem recebido a alimentação da manhã.

Uma fonte do MidiaNews afirmou que algumas empresas, responsáveis por fornecer três refeições diárias aos detentos, estão sem receber há até sete meses.

As unidades penais de Cuiabá e Várzea Grande, Rondonópolis e Cáceres não receberam alimentação nesta manhã.

A empresa Vogue Serviços de Alimentação, uma das fornecedoras, afirmou que deve aguardar até a sexta-feira (30) pelos repasses do Governo. Caso isso não ocorra, todas as refeições serão suspensas.

“A empresa está sem recurso para continuar fornecendo a alimentação sem receber o pagamento”, disse uma fonte do MidiaNews.

Segundo apurou a reportagem, a Vogue já notificou a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Ministério Público Estadual e Controladoria Geral do Estado.

O outro lado

A Sejudh – responsável pela administração das penitenciárias do Estado – informou que a Secretária de Fazenda (Sefaz) fará o pagamento às empresas responsáveis pela alimentação dos presídios. No entanto, não informou a data nem os valores devidos.

Em nota, a Pasta ainda afirma que “tem feito esforço para regularizar o pagamento de fornecedores, quitação esta que depende de fluxo financeiro do tesouro estadual, cuja arrecadação tem sido seguidamente frustrada”.

 Nota na íntegra

Informamos que nesta quarta-feira a  Secretaria de Fazenda fará repasse para pagamento de contratos de alimentação.

Na penitenciária de Rondonópolis foram entregues as refeições de hoje normalmente. 

Na Penitenciária Central do Estado não foi entregue apenas o café da manhã. O almoço será fornecido normalmente. 

A Secretaria de Justiça tem feito esforço para regularizar o pagamento de fornecedores, quitação esta que depende de fluxo financeiro do tesouro estadual, cuja arrecadação tem sido seguidamente frustrada. 

A Administração Penitenciária está atenta a todo movimento da população prisional para resguardar a segurança nas unidades. 

Deixe uma resposta