Redação Extra MT 

Lançar o projeto “Juntos pelo Araguaia”, que tem o objetivo de promover a recuperação das matas e bacias ciliares às margens do Rio Araguaia, no estado de Goiás, que faz divisa com Mato Grosso. É com esta missão que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) está na cidade de Barra do Garças ((515 km da Capital mato-grossense), onde chegou na manhã desta quarta-feira (5) e foi recepcionado por uma grande comitiva política de ambos os estados. A agenda faz parte das ações em alusão as comemorações pelo Dia Mundial do Meio Ambiente.

Jair Bolsonaro afirmou, em seu discurso, que o programa é uma clara demonstração da preocupação dos Governos com a preservação ambiental casada com o progresso da produção agropecuária. “Precisamos de uma agenda eficiente em prol do combate ao desmatamento e, ao mesmo tempo, de recuperação dessas inúmeras áreas, que ao longo dos anos, sofreram degradação. E a chegada dessa projeto é um grande salto em avanço desse objetivo”, declarou o presidente.

Ao lado do presidente, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, lembrou da missão dada pelo chefe Nacional, envolvendo as esferas da preservação ambiental e da produção agropecuária. “O presidente traz a bandeira de conciliação, visando resultados eficientes nas esferas. Nisso, os produtores rurais do Brasil tem um grau de preservação da vegetação nativa muita boa. E isso ajuda muito nesta missão de conciliação”, ressaltou Ricardo.

O governador Mauro Mendes (DEM) elogiou o projeto ambiental lançado e afirmou que é um dos maiores do país e do mundo.  De acordo com Mauro, Mato Grosso é um exemplo internacional de convergência entre produção e preservação ambiental.  “Mato Grosso tem colaborado substancialmente com a balança comercial do país e fazemos isso em apenas 36% do nosso território; 64% do nosso território está exatamente como Pedro Álvares Cabral encontrou”, discursou.

Ronaldo Caiado, governador de Goiás (DEM) também   elogiou o projeto de preservação ambiental lançado e firmou o compromisso com Bolsonaro de promover ações de conscientização e participação direta com os produtores rurais. “Aqui não tem política de perseguição e de demonizar quem produz nesse país”, garantiu.  

Na ocasião, os governadores pediram empenho dos senadores de deputados federais na aprovação da reforma da Previdência. Mauro reiterou a importância da não exclusão dos servidores estaduais e municipais do texto da reforma. “Daqui a poucos anos vamos estar trabalhando única e exclusivamente para pagar aposentadoria”, lembrou. Já Ronaldo reiterou que a reforma é precisa para que as folhas fiquem equiparadas, equilibrando os cofres e fazendo o Brasil crescer”.

Juntos pelo Araguaia”

O programa prevê a recuperação de 10 mil hectares de áreas degradas em 27 municípios da região, sendo 5 mil em cada um dos Estados, Mato Grosso e Goiás. Na primeira etapa, o objetivo é recompor as florestas protetoras de áreas de preservação permanente e manejar pastagens e atividades agropecuárias com tecnologias de agricultura de baixo carbono, bem como implantar sistemas agroflorestais nas zonas de recarga de aquíferos, nas cabeceiras e nos afluentes que formam o Rio Araguaia.

Privilegiando as cabeceiras do rio que corta cinco estados em um percurso de 2600 quilômetros, a área de abrangência da atuação em Mato Grosso engloba os municípios que compõem o Comitê de Bacia Hidrográfica do Alto Araguaia: Alto Taquari, Alto Araguaia, Alto Garças, Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Guiratinga, Pontal do Araguaia, Tesouro, General Carneiro, Barra do Garças.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta