Da Redação

O PTB realizou grande ato de filiação de 400 novas lideranças na manhã deste sábado (24), no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá. Estiveram presentes no encontro lideranças da sigla de vários municípios e de outros partidos: PDT, DEM, PP, PSD, Solidariedade, PSDB, PR, MDB e PRB.

De acordo com o presidente do PTB em Mato Grosso, o ex-prefeito de Cuiabá, Chico Galindo, com a desistência do conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), o partido vai apoiar a candidatura do senador Wellington Fagundes (PR) ao Governo do Estado contra o governador Pedro Taques (PSDB) que disputará a reeleição. “O Antônio seria nosso candidato ao Governo, mas não pôde devido a questões jurídicas. Estamos juntos trabalhando na construção da candidatura do Wellington para governador e não tenho dúvida de que será vitoriosa”, afirmou.

Galindo informou ainda que o PTB deverá apresentar nomes para compor com Wellington nas vagas de candidatos a vice-governador, senador ou suplente ao Senado. “O PTB tem grandes nomes para majoritária e pode indicar nomes. Os partidos têm vida pra isso: pra ser governador, presidente, senador e suplente. Esse é o início da construção e temos até 7 de abril pra concluir”, ressaltou referindo-se ao prazo limite para as filiações partidárias definidas pela Justiça Eleitoral.

A meta do partido é eleger pelo menos 3 deputados estaduais, 1 federal e 1 senador. “Quero dizer que o PTB está firme e vamos ter chapa para deputado estadual, deputado federal, temos nome pra senador, pra vice-governador. Então, vamos trabalhar e estamos trabalhando. Tenho convicção que o PTB vai estar muito bem representado nas eleições deste ano”,disse Galindo.

Um dos que já colocou o nome a disposição do partido é o vice-prefeito de Cuiabá, Niuan Ribeiro. Filho do ex-vice-governador Oswaldo Sobrinho e presidente da Executiva Municipal do PTB, Niuan deve disputar uma vaga  para deputado estadual. “Sou militante do PTB, me filiei em 2012. Então coloquei meu nome a disposição. Primeiro quero contribuir com meu partido, que precisa de cadeiras na Assembleia Legislativa. Acho que posso contribuir muito mais para Cuiabá e Mato Grosso como deputado”, analisou.

niuan

Também participaram do encontro, lideranças de outros partidos como o vice-governador Carlos Fávaro (PSD), os deputados federais Nilson Leitão (PSDB) e Adilton Sachetti (PRB), e o secretário de Assuntos Estratégicos de Várzea Grande, Jaime Campos (DEM).

Deixe uma resposta