Folha Max 

O deputado estadual eleito Faissal Calil (PV) anunciou que terá uma postura independente na Assembleia Legislativa. Ele, porém, teceu elogios as primeiras medidas anunciadas pelo governador eleito Mauro Mendes (DEM), de promover ajustes na máquina pública cortando cargos comissionados e reduzindo o número de secretarias.

Faissal, que foi vereador na época em que Mendes era prefeito de Cuiabá, entre 2013 e 2016, e fazia parte da base governista, recorda que votou contra algumas propostas do ex-prefeito que considerava não serem benéficas à sociedade. Agora, apesar de não ter sido eleito pela base do democrata, descartou votar contra projetos do Executivo somente por ser oposição. “Eu, particularmente, não faço uma oposição burra. Tenho que ser responsável pelos meus atos e, mais do que isso, não faço oposição as pessoas. Faço oposição aos atos. Na Câmara todos viram, fizemos uma atuação independente, eu era da base do Mauro. Éramos do PSB, mas o que eu achava que devia ser votado sim, votava sim; o que tinha que ser votado não, votava não”, pontua.

Ele destaca que Mendes tem um perfil de atuação imediata e demonstra credibilidade ao prometer durante campanha reduzir os gastos públicos e iniciar a atuação no período de transição dos Governos. Ele considera as mudanças para diminuir a máquina pública como necessárias. “Então, nessa questão, o governador Mauro Mendes está de parabéns. Tem que cortar mesmo na carne. Tem várias pastas que precisam de um upgrade”.

Por fim, o deputado eleito alerta que avaliação do Governo deve se estender ao interior. Ele conta que esteve em viagens pelo Estado se deparou com situações precárias e alerta para que Mendes adote processos para evitar caos principalmente na saúde pública. “Por exemplo, fui e viajei bastante e continuo viajando. Agradecendo os votos e a primeira coisa que toda população pede é saúde. Governador, olhe muito bem pelos nossos hospitais do interior, todos estão de greve ou com mais de 7 meses com falta de repasses, e isso é uma calamidade pública”, alerta.

Compartilhar
Notícia anteriorAmor
Próxima notíciaPolícia descobre grupo de zoofilia

Deixe uma resposta