Redação Extra MT

Mato Grosso está “no olho do furacão”. Essa foi a  avaliação do governador Mauro Mendes (DEM), sobre a polêmica criada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) nas últimas semanas e que resultou na suspensão do envio de mais de R$ 280 milhões para o Fundo Amazônia.

Mas, apesar dos impactos negativos, o chefe do Executivo saiu em defesa do que classificou como “novas formas de se relacionar com os mercados e com os políticos” do governo federal, e cobrou que os dados divulgados sobre o avanço do desmatamento no país sejam reais.

Nesta segunda-feira (19), o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, do qual Mato Grosso faz parte, divulgou nota lamentando a suspensão dos recursos. A nota, subscrita por Mauro Mendes, não critica abertamente o Governo, mas destaca a posição para os governadores, a partir de agora, dialogarem diretamente com os países financiadores do Fundo Amazônia, sem a intervenção de Bolsonaro.

Deixe uma resposta