Redação Extra MT 

O vice-prefeito Niuan Ribeiro, juntamente com o deputado estadual Faissal Calil, estão em busca de soluções para o embargo da pavimentação asfáltica do bairro Morada do Ouro III, cujas obras foram paralisadas devido a um eventual futuro impacto ambiental na região, que engloba o Parque Estadual Massairo Okamura. Em uma reunião com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), nesta terça-feira (06), o gestor e o representante político se propuseram a buscar mecanismos que unam os interesses comunitários e públicos, a fim de que os moradores possam ser devidamente contemplados com uma melhor infraestrutura, sem comprometer a preservação das áreas naturais que compreendem o entorno da comunidade.

“Asfalto é qualidade de vida, é saúde e dignidade e estamos aqui em busca de soluções viáveis para que a população local não pereça com uma obra inacabada, sem previsão de finalização. Recentemente estivemos na região e conversamos com os moradores, que nos pontuaram essa problemática, que de fato possui um histórico bem antigo. Estamos diante de um bairro que compreende parte de uma Área de Preservação Permanente (APP) e sabemos da importância de preservar ambas as partes, tanto a comunidade já estabelecida há mais de 20 anos, bem como as nossas riquezas naturais, como nascentes, córregos e vegetação que se encontram ali nos arredores, assim como no parque Massairo Okamura. E com o auxílio do deputado Faissal e da SEMA, creio que conseguiremos unir forças, trazendo um equilíbrio que assegure uma melhor estrutura para o povo, à medida que também resguarda nossos bens imateriais. Já estou em contato com os diversos setores e gestores que podem nos ajudar nesse processo e estamos confiantes de que em breve teremos uma resposta definitiva para a Morada do Ouro III”, afirmou Niuan Ribeiro, vice-prefeito de Cuiabá.

Para a secretária-adjunta da SEMA, Luciane Bertinatto Copetti, é necessário que o município e o Estado trabalhem em parceria, visando minimizar os impactos ambientais na região.

“Precisamos elaborar, juntos, medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais que visem à regularização desse núcleo urbano, principalmente para que as riquezas naturais existentes na região sejam devidamente preservadas. Afinal, estamos diante de uma área limítrofe ao Parque Estadual Massairo Okamura, que é uma unidade de conservação ambiental por – justamente – abrigar nascentes de córregos e por possuir enormes quantidades de águas pluviais. Estamos contentes por ver a iniciativa do nosso vice-prefeito em ter dado esse passo em direção a nós, ao lado do deputado Faissal, em busca de uma solução eficaz. Há tempos temos debatido a temática de maneira interna e creio que essa disposição de trabalhar conjuntamente nos permitirá avançar de forma mais célere”, pontuou a gestora.

O deputado Faissal também se comprometeu a auxiliar ambas as partes, salientando a importância de estabelecer um equilíbrio entre a natureza e a urbanização em uma cidade do porte de Cuiabá.

“Nossos recursos naturais precisam ser assegurados, pois eles são fundamentais para garantir a nossa qualidade de vida enquanto população de um grande centro urbano. E dentro deste delicado contexto, é preciso também assegurar a dignidade dos moradores do Morada do Ouro III com investimento em infraestrutura, fazendo tudo isso dentro da legalidade. E eu me comprometo a empregar os esforços necessários no atendimento dos critérios indispensáveis, para que possamos determinar uma harmonia adequada nesta circunstância”, concluiu.

 

Deixe uma resposta