LUCIANA SOUZA

O prefeito Emanuel Pinheiro e o vice Niuan Ribeiro participaram, ao lado do governador Pedro Taques e do secretario de Cidades, Wilson Santos,  na manhã desta quinta-feira (22), da inauguração do sistema de drenagem da Avenida Fernando Corrêa da Costa, na região do Coxipó, no entorno do Viaduto da UFMT. A obra, executada pelo Governo do Estado, vem para solucionar os constantes problemas de alagamentos ocorridos na região durante os períodos de fortes chuvas.

Na ocasião, Emanuel destacou como um processo de parceria entre Estado e Município contribui para a boa execução dos serviços prestados à população, principalmente em obras de infraestrutura, como essa, que no passado foi desempenhada sem qualquer fiscalização da Prefeitura.

“No passado se executava obras de qualquer maneira aqui na Capital. Tratavam nossa cidade como terra sem leis, sem planejamento. Mas eu, como um apaixonado por esta terra, não podia permitir esse tratamento. Então, como uma das minhas primeiras medidas, logo que tomei posse, decretei que qualquer intervenção que o Estado quisesse realizar dentro de Cuiabá, precisaria da aprovação do Município. Se o cidadão comum precisa desse aval quando quer fazer uma obra em sua casa, porque o Estado não precisaria. As pessoas analisaram essa decisão como veto ao Estado. Mas hoje, aqui, podemos constatar que não. Essa medida foi protetiva, disciplinar. Se no passado a Prefeitura não tivesse se omitido, esses transtornos não teriam acontecido. Assim, estamos entregando hoje, após todo um processo de parceria, uma obra decente à população cuiabana, graças a esta execução de qualidade do Estado e a fiscalização da Prefeitura”, disse o prefeito.

Para o governador Pedro Taques, a parceria entre os Poderes só engrandecem as melhorias executadas na cidade e atendimento à população. O governador pontuou que a obra de drenagem é a primeira de muitas que irão ser entregues com o nível de qualidade elevado, mesmo com as dificuldades encontradas no processo de reparo.

“Esta drenagem é fruto de muito trabalho, e sabemos que sem a parceria da prefeitura esta execução se tornaria mais complexa ainda. Não queríamos de modo algum, cometer o mesmo erro dos executores do passado, que pela ineficiência, trouxeram grandes transtornos para todos. Consertar algo é mais difícil, porém de mãos dadas, hoje podemos entregar essa benfeitoria aos cidadãos cuiabanos. E também, podemos constatar que entre nós, gestores, não há dificuldade para se trabalhar. Temos a maturidade de deixar as “rusgas” de campanha de lado e compreender que Cuiabá precisa dessa união”, ressaltou Taques.

O secretário de Estado de Cidades, Wilson Santos, reiterou a colocação do governador e disse que mais que uma obra de engenharia, é uma obra politica, “pois quando dois gestores eleitos em campos distintos se unem para fazer o bem comum, se aplica o conceito da política verdadeira, respeitando às necessidades do cidadão,” observou.

Confirmando o poder da parceria na busca do bem comum, o vice-prefeito Niuan Ribeiro lembrou que a união também eleva o orgulho da população de fazer parte dessa cidade. “A população quer soluções. Ela já está cansada de presenciar brigas pessoais de seus representantes. Essa prática só trouxe transtornos e perdas, para todos nós, como esta obra, antes mal executada, e hoje o problema está resolvido, graças ao govenador, que encarou a situação, e a Prefeitura de Cuiabá. Por isso, acreditamos que estamos inaugurando também uma nova era”, finalizou Niuan.

Sistema de drenagem – O projeto do sistema de drenagem foi elaborado por professores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e fiscalizado pela equipe de engenharia técnica da Prefeitura de Cuiabá, responsável por fazer pelos menos 27 sugestões pontuais, visando garantir toda qualidade necessária ao funcionamento do sistema de escoamento pluvial. Esta fiscalização foi possível a partir do decreto nº 6.212, de 2 de janeiro de 2017, que dispõe  que todas as obras, serviços de engenharia e reparos programados nas intervenções destinadas a melhoria da mobilidade urbana e ligadas ao evento Copa do Mundo no Município de Cuiabá deverão ser previamente autorizadas pelo Chefe do Poder Executivo Municipal.

Revitalização do Viaduto da UFMT – Na mesma solenidade também foi entregue a revitalização do Viaduto Jornalista Clóvis Roberto de Queiroz, conhecido como Viaduto da UFMT. A proposta de revitalização dos principais pontos da cidade traz as estampas do estilo das artes visuais regionais, e trouxe as pinturas de 11 artistas locais.

O local também foi comtemplado com toda parte de jardinagem e melhoria na iluminação, executados pela equipe da Secretaria de Serviços Urbanos, que realizam o trabalho de manutenção continuamente por estes locais, assegurando a limpeza, conforto e segurança da população.

Deixe uma resposta